SUS: SUBFINANCIAMENTO, COORDENAÇÃO INADEQUADA DA PANDEMIA, ESCOLHAS TRÁGICAS E MORTES EVITÁVEIS.

QUAL A RESPONSABILIDADE DO ESTADO?


Há décadas que o SUS enfrenta uma situação de insuficiência dos recursos públicos destinados ao atendimento às necessidades de saúde da população. Esse subfinanciamento tem gerado danos irreparáveis, escolhas trágicas e mortes evitáveis. Ao lado disso, na pandemia da Covid-19, tem havido inadequada coordenação sanitária ao lado de uma baixa execução orçamentária, o que pode estar agravando o quadro sanitário do país. Sendo o Estado responsável pela garantia do direito à saúde, cabe a sua responsabilização pelos danos e mortes evitáveis?


No dia 03 de julho (sexta-feira), às 15 horas, o Instituto de Direito Sanitário - IDISA realizará uma live para discutir esse assunto, dentro do Ciclo de Debates Direito Sanitário em Tempos de Pandemia. Foram convidados a debater as seguintes autoridades e especialistas, sob a mediação de Thiago Campos (advogado e Diretor-Regional do IDISA):

- Deborah Duprat: Subprocuradora da República aposentada;

- Lenir Santos: Advogada, presidente do IDISA;

- Lívia Calegari: Advogada, especializada em Bioética; e

- Renato Dresch: Desembargador TJMG.


Participe e acompanhe esse debate. A live será transmitida no canal do IDISA, no youtube (https://bit.ly/2LH14XY) e na página do facebook (https://bit.ly/30s2wWu).


Nesse canal, o(a) interessado(a) poderá assistir a outras lives já realizadas pelo IDISA sobre temas relacionados ao Direito Sanitário e à pandemia do Covid - 19, tais como provimento de pessoal; gestão dos créditos orçamentários extraordinários transferidos para Estados e Municípios; judicialização da saúde e compras emergenciais em época de pandemia.



Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
logoidisa.png